Capítulo 236 - AMOR
{...} Chegamos no hotel e eu já quis ir embora.

- Eu. Não. Acredito. -falei.

- NEM EU! -Ruby, Soph e Alli concordaram olhando para a mesma coisa que eu.

A tal coisa era Blair. 

- Bleh. -disse Soph fazendo rima com meu pensamento.

Todas nós olhamos torto para ela, e os meninos? Não preciso nem falar...

- O que você tá fazendo aqui? -ela perguntou olhando para mim.

- Fofa, eu posso estar aonde eu quiser, quando eu quiser que isso não é da sua conta. -eu disse e Cody passou o braço em volta de meu pescoço. A japonesa me lançou um olhar de ódio e eu não pude deixar de retribuir com um "toma essa".

O irmão a puxou mas ela resistiu na primeira vez, na segunda ela saiu dizendo:

- Vai sonhando.

E só me restou rir a vendo ir embora.

- Agora que eu fico só pra acabar com essa aí. -cruzei os braços. 

- Eu também com certeza vou ficar. -disseram Math, Jake, Josh, Cambo e Joel. No meu irmão eu bati, óbvio.

Subimos para os quartos e as meninas começaram a falar do outro lá que esqueci o nome o que fez os meninos ficarem mordidos de ciúmes. Fiquei em um quarto com as meninas. Ficamos esperando chegarem com as malas.

- Querem saber? -perguntou Ruby abrindo as portas que levavam à varanda. Olhei para ela e não deixei de olhar a vista lá fora. Havia um imenso mar azul azul. Areia, árvores...- Eu acho que ela vai ficar com algum deles e se for o Josh eu nem sei o que...argh! 

- Ah, depois do que você disse sobre ela estar pensando no Cody...nem sei o que falo. -eu disse- Sobre o Math eu nem comento.

- Também acho que vai ser ele. -concordou Soph e todas não deixamos de olhar para Alli. 

- O QUE É? -ela perguntou- Que saco vocês! Só pra verem que eu não ligo -enquanto dizia bateram na porta e como era a única em pé foi abrir- eu vou pegar o primeiro que aparecer na minha frente! -abriu abriu porta com raiva e era Jake perguntando se tínhamos visto seu celular. 

- O que você estava dizendo, Alli? -perguntei DAQUELE jeito. 

- O que ela estava dizendo? -perguntou Jake curioso.

- Nada. -Alli disse rapidamente e foi fechar a porta. Com a enorme mão Jake impediu.

- Ela estava dizendo que ia ficar com o primeiro que aparecesse e aí abre a porta e quem está do lado de fora? -Soph disse fazendo um teatro.

- Eu. -Jake respondeu.

- Pois é, né. -disse Alli- Ninguém viu seu celular, até mais. -dessa vez fechou a porta com tudo na cara dele.

Ouvi um "raw" vindo do lado de fora bem baixinho que me causou arrepios e eu fiquei...sei lá, não sei descrever. Ruby riu de mim e disse:

- Calma, (SeuApelido), foi o Jake no seu modo "bravinho".

Sophie e Alli me fitaram. Eu não falei nada, até porque não conseguia. 

O quarto dos meninos ficava ao lado, as malas chegaram um tempo depois e todos resolveram ir andar por aí. Cody disse que ia ficar no quarto e eu não acreditei! Fui ver qual era a dele.

- Vai ficar aí por que? -perguntei entrando no quarto e o vendo deitado na cama com o celular ao lado que ele logo escondeu- Tá tudo bem?

- Sim, princesa. -ele sussurrou. 

De volta à 3 anos atrás quando ele me chamava assim o dia todo. Antes achava fofo, agora nem sei mais.

- Me responde a primeira pergunta.

- Porque eu quero. 

De volta à grosseria...

- Por que você escondeu o celular quando eu entrei?

- Porque você vai querer fuçar e a bateria já tá acabando. Minha mãe vai me ligar.

- Eu te apresento ao carregador, sem problemas.

- Não enche. -ele meteu a cara no travesseiro, eu já estava bem próxima à ele, peguei o celular e ele logo entrou em desespero. 

- Devolve! -já disse em pé. 

Desviei quando ele tentou pegar. Já havia desbloqueado e no papel de parede uma foto dele com Abby. Fui às mensagens e ele havia mandado à ela "espera o pessoal sair que eu já te ligo".

- Ligação da sua mãe, é? -perguntei. 

- Também! -ele me tirou o celular.

- E a foto? Por que ela tava de cobertor?

- Que?! Ela tava com uma blusa larga e o cabelo tampou as alças e você viu muito bem que estávamos sentados!

~POV Blair~

Fiz questão de descobrir onde aqueles dez riquinhos estavam dormindo. Passei pelos corredores e logo descobri. Ouvi a vagabunda discutindo com Cody. Essa briga tava MUITO boa e com as informações que ouvi já dava para derrubá-la.

~Seu POV~

- Sei, Cody, sei! -comecei a aumentar a voz. Estávamos bem próximos. 

- Eu imploro, não começa! Eu já te expliquei sobre ela e o que você tá falando não tem nada a ver!

- VOCÊ PASSOU TRÊS MESES COM A MESMA FOTO, QUE ERA UMA FOTO NOSSA E DO NADA VEM E MUDA PRA...ISSO?!

- NEM FUI EU QUEM MUDEI, FOI ELA!!!

- EU TO CHEIA DISSO! -andei até a porta e quando virei, ele havia vindo atrás de mim.

- (SEUNOME), EU NÃO FIZ NADA!

- VOCÊ SÓ SABE MENTIR PRA MIM, SEMPRE, SEMPRE É A MESMA COISA! 

- Por favor, não vamos brigar aqui. -ele disse colocando as mãos abertas na porta, me prendendo.

Não respondi. Ele tentou me beijar e de birra virei o rosto.

- Deixa disso. -ele colocou a mão em meu queixo e me fez olhar em seus olhos. 

- Não deixo nada! -voltei a gritar- Isso me irrita, sabia? Não só irrita como magoa, faz eu não me sentir boa suficiente, me sinto inútil entre muitas outras coisas e obviamente me sinto traída!

- MAS EU NÃO TE TRAÍ COM ELA! 

- COMO?!

- NÃO! Espera, eu não quis dizer que traí com outra.

- Se entregou, tá vendo... -sussurrei sentando em qualquer cama.

Cody passou as mãos atrás da cabeça com raiva mas logo se controlou e chegou mais perto.

- Eu não vou mentir, -ele disse lentamente, parecia que ia contar uma história e já comecei a chorar só pelo seu tom de voz- eu já te traí sim e nós dois já sabemos disso. Mas a última vez foi naquele bar quando fui com os meninos, sério! A última da vida.

- ...

- Você também já me traiu. -ele voltou a ficar com raiva de novo. 

- MAS QUEM TRAIU PRIMEIRO, QUEM?

- NÃO IMPORTA! NÃO JOGA TODA CULPA EM MIM! -ele berrou e eu comecei a chorar mais- Não, não, não, não! Não começa a chorar.

~POV Blair~

Nesse momento ficou chato e eu sai de lá. 

~Seu POV~

- POR QUE?! SÓ PORQUE VOCÊ PERDE A PACIÊNCIA?! -perguntei.

- É!!!

- SUAS FÃS TAMBÉM CHORAM, E AÍ? 

- QUER QUE EU FAÇA O QUE?!

Disse saindo:

- Bate nelas também. -baixinho. 
Senti ele me puxar e fechar a porta. Enquanto ele me apertava com os braços por trás.

- Tá me machucando. -falei. 

- Eu que sei quando tá machucando. Você vai me ouvir!

Respirei fundo olhando para a parede.

- Vão fazer 2 anos que estamos namorando, não importa se já terminamos e voltamos duas mil vezes, por que acha que sempre voltamos? Eu amo você e pelo jeito você também me ama. O resto é bobagem, se eu te traí foi com alguém que não significou nada! Eu não sei falar isso de um jeito que fique bonito mas eu prometo que na próxima música vou tentar.

- E se...eu te traí foi por...birra. 

- Birra? -ele me girou.

- Sim! -arregalei os olhos.

- Eu te amo. -ele sussurrou.

- Eu também. -disse e o beijei.

~POV Math~

Estávamos voltando. Andamos só pelo hotel e nada de Cody e minha irmã aparecerem. Nada no quarto das meninas, resolvemos abrir com tudo a porta do outro quarto. 

~Seu POV~

Cody e eu levamos o maior susto quando abriram a porta e ouvi meu irmão gritar:

- PAREM DE SE BEIJAR E MOLEQUE, TIRA A MÃO DAÍ SE NÃO QUISER LEVAR UNS MURRO!

Os outros começaram a rir do susto que levamos.


(...) No outro dia estávamos em uma das piscinas do hotel e Blair também. Tinha que ser a mesma? Tudo bem, até o momento ela não oferecia nenhum perigo. Estávamos todos em espreguiçadeiras. Ri quando Tyler passou e Alli, Ruby e Sophie puxaram os óculos de sol para baixo. Mas não ri nem um pouco quando a baranga passou e os meninos olharam.

- Eu vou falar com ela. -disse Math. 

- Duvido. -eu disse e Alli me olhou. Esqueci que a regra era "nunca duvide do Math".

Ele levantou e foi até ela.

- Ele vai ganhar a aposta. -sussurrou Josh.

- É, mas vocês também não vão lá agora. -disse Soph.

- Math tomou a iniciativa primeiro, o problema é de vocês. -disse Ruby com raiva.

- PERA AÍ, quem ela pensa que é pra passar a mão assim nos braços dele?! Ele é meu! -disse Cody dando aqueles ataques.

- Não vou olhar, não vou olhar, não vou olhar. -dizia Alli sussurrando.

- Amiga, eu acho que você tá pensando um pouco alto. -disse Ruby.

- NÃO! EU NÃO ACREDITO! -os meninos disseram num coral.

Math segurou na mão de Blair e eles saíram de lá.

- Eu falei pra não colocar ele na aposta! -disse Josh.

- Só porque vocês são incapazes ficam... -Ruby começou mas Josh interrompeu:

- Eu não tava falando com você.

- VISHHHHH! -todos falamos.

- "Só porque VOCÊS..." -repetiu Ruby- "Vocês" não significa Joshua Daniel, entendeu?

- Entendi. -disse Josh dando outra patada, não foi como se desistisse da briga.

- Não tem resposta... -sussurrou Ruby e Josh levantou.

Agarrou-a pelos braços e disse:

- Você vai ver a resposta! -e a jogou na piscina. 

Ele ficou rindo olhando para ela mas quando ele virou Alli e Sophie estavam atrás dele e o empurraram também. Não deu tempo de ele falar nada.

- Antes que eu seja jogado também, vou sair daqui. Até porque vou ficar parecendo um pimentão. -disse Cody levantando.

- E por que não passou protetor? -perguntei.

- Porque tenho preguiça. -ele respondeu e vi que as meninas estavam me mandando ficar quieta pois elas estavam atrás dele, então puxei assunto:

- Passa agora e depois volta.

- Tá bom, eu vou... -ele não terminou a frase pois as meninas o haviam empurrado.

- Com uma namorada dessas, não precisa de inimigo. -disse Joel. 

- Vou pegar alguma coisa pra beber. -disse Cambo levantando e falando algo em baixo tom para Jake e Joel.

Alli e Sophie estavam preparadas à beira da piscina e empurraram Cambo, que as segurou cada uma por um braço e elas foram junto.

- Vocês acharam que eu ia cair? -perguntou Cambo já dentro da água. 

Acabei de rir e me virei para Jake e Joel que me olhavam sorrindo...estranho.

- Não, não... -falei baixinho mas eles continuavam.

Ah tá que não, olha o tamanho dos dois e eu pra competir. Levantei devagar e sai correndo. Cada um ficou de um lado da piscina e eu na ponta.

- VAI! VAI! -gritavam os que estavam dentro dela para os meninos me jogarem. 

Nós três estávamos imóveis, não tinha para onde correr. Então, entrei devagar e "por vontade própria".

- (SeuSobrenome) entram com classe. -eu disse e depois dei risada.

- Eu hein, não sabe brincar, não brinca. -disse Jake antes de ser jogado por Joel que começou a gritar:

- GANHEI!

Ficamos a tarde toda na piscina e voltamos umas 17:00 para os quartos. 

As meninas e eu já havíamos tomados banho e colocado roupas confortáveis. Ouvimos gritos no outro quarto, gritos de macho.

- É o Math voltando. -disse Ruby.

~POV Meninos~

- Nesse tempo todo deu tempo de fazer um filho! -disse Josh.

- Não aconteceu nada disso mas ela é virgem. -disse Math. 

- QUE?! -perguntou Joel. 

- Duvido! -disse Cody.

- Eu também. -disse Math. 

~Seu POV~

Eram 20:00 e eu resolvi andar pelo hotel. As meninas já estavam se arrumando para a festa que ia ter aqui e eu preferi me afastar disso. Cody com certeza vai querer ir e eu vou deixar, já estou bem cansada e vou ficar aqui dormindo ou fazendo qualquer outra coisa. Voltei ao quarto 22:00.

- E aí, meninas? Woooow, nem reconheço minhas amigas! -eu disse rindo.

- Não precisa fingir que não se importa. -disse Ruby. 

- Mal mesmo eu vou ficar se alguma de vocês ficarem aqui comigo, vou me sentir culpada.

- Sabemos. -disse Soph. 

- Mas eu não tava mentindo, vocês realmente estão bonitas. -falei- Vão antes que eu chore. 

Elas me deram um abraço todas juntas.

~POV Meninos~

- A gente se arruma e continua a mesma coisa, espera as meninas saírem do quarto. -disse Math. 

- É que elas passam maquiagem, colocam o cabelo de outro jeito e existem mais opções de roupa pra mulher do que pra homem. -disse Jake.

- Parem de ser bixas. Vamos logo! -disse Cody. 

- Tem uma parte do seu cabelo que tá estranho. -disse Math. 

- AONDE?! -Cody correu para o espelho.

- Para de ser bixa. -disseram Math e Jake juntos e fizeram um toque.

~Seu POV~

Os meninos passaram aqui para pegar as meninas e me darem tchau. Meu irmão se aproximou me dando um beijo na testa e disse baixinho:

- Eu só não vou ficar aqui com você porque sei como você vai odiar isso.

- Ainda bem que sabe. Se divirta. -o abracei.

- Eu te amo.


- Eu também. -o soltei.



Eles saíram e me deitei. Apaguei a luz, deixei o abajur ligado e a janela aberta. Dava pra ouvir a música alta daqui. Se tive vontade? Muita! Botei os fones e coloquei uma música bem calma pra tocar.
Levantei, coloquei a cara no travesseiro, tentei cantar, andei pra lá, andei pra cá, joguei sete jogos que tinha no meu celular e nada me acalmava. Pensei em ligar pra alguém, mas pra quem eu ligaria? Pois é, procurei no Google coisas que se pode fazer para acalmar. Cada coisa louca e muitas coisas que já havia tentado, tava lá uma que nunca fiz na vida...
Li a Bíblia. Gente, que estranho, achei umas passagens com uma linguagem que quase não entendia, procurei uma mais atual. "Isto é que vos peço, que vosso amor cresça cada vez mais." Fiquei pensando nessa frase, pensando até em como trato Abby, Blair, pensando em como era antes de ir pra clínica, as pessoas me davam amor e eu não estava nem aí. Fechei os olhos e tentei dormir mas o barulho lá fora ainda se fazia alto. Porém, já estava mais calma e de alguma forma, pensando nesse "amor", vi que minha mente não se ocupava com mais nada.

~POV Cody~

A festa tava boa. Comida boa, menina boa, bebida boa, música boa e...

- Que você quer, Alli? -perguntei.

- Por que você tá bebendo?!

- Por que eu não estaria?!

- Reparou que a (SeuApelido) não está aqui?

- Reparei. O que tem a ver? Preferi não brigar com ela, se ela quis ficar de frescura e lá em cima, eu não ia implorar pra ela vir e muito menos ficar com ela!

- Eu não ouvi isso. -ela disse com raiva e foi saindo. A puxei pelo braço, não entendi porque ela saiu tão zangada.

- Fala.

- Você nem se ligou, né? Ela ficou lá em cima porque acabou de sair da reabilitação e tem pessoas bebendo e fumando aqui!

Minha ficha caiu e eu me senti tão mal que nem pude descrever. Eu poderia subir correndo mas agora já era, se eu fosse lá ia ficar muito na cara de que esqueci dela e alguém que me lembrou. Me afastei de lá sentei sozinho perto de uma das piscinas do hotel onde a festa não estava rolando. Sentei e fiquei pensando, um bom tempo depois Ruby me encontrou e disse que a festa já havia acabado e que eles iam subir. Fui também. 

- Meninas, vocês podem dormir no outro quarto? Eu quero falar com a (SeuApelido). -pedi.

- Tá. -concordaram.

- Seeeeeei, tu não vai fazer nada com ela não. Não vai, não vai... -disse Math bêbado. Ignorei e fui para o quarto da (SeuApelido).

~Seu POV~

Entraram no quarto e eu fingir estar dormindo pra evitar conversa. Deitei de lado, virada para a janela. Não estava à fim de conversar. Achei estranho não ouvir elas conversarem.

- (SeuApelido)? -ouvi a voz de Cody mais masculina que o normal- É, você deve estar dormindo. -ele disse sério e eu resolvi ouvir ainda fingindo estar dormindo. 

Ele deitou atrás de mim com os lábios perto de meu ouvido.

- Amor, desculpa por não ter ficado aqui contigo, eu não tinha lembrado, Alli que me disse e eu nem consegui ficar mais na festa, eu to me sentindo muito mal. Tudo o que você já me disse é verdade, eu só te faço sofrer, (SeuNome), eu não te mereço e se você tivesse acordada... Bom, precisamos conversar, eu não quero mais ficar com você pra não te magoar, eu vou achar a hora certa pra terminar, me despedir. Reconheço que sou um idiota, até Lucas ou Mike te merecem mais do que eu, Lucas cuidou de você e te tratava bem, Mike já apontou uma arma pra você mas eu fiz pior, apontei palavras que machucaram e...ele não atirou, eu atirei ainda socos em você. Esses sentimentos de raiva que eu tenho e desconto em você, eu não queria sentir, por motivo nenhum eu sinto raiva de você. Me perdoa, me perdoa... -ele levantou a alça do meu pijama mas logo tirou a mão- Não, não posso fazer isso, não posso tocar em você, logo não estaremos mais juntos, talvez eu te veja sofrer quando dizer "adeus" mas você vai ver como vai ser melhor. Me dói dizer, mas eu não quero te ver solteira, você é tão pequena, tão indefesa e tantas vezes cai na maldade dos outros...precisa de alguém pra te defender, precisa de um homem, não alguém como eu. Convenhamos que Math é meio lesado pra cuidar sozinho de você e se é que eu posso pedir isso, se é que tenho direito de alguma coisa, quero deixar uma lista de quem você não pode ficar: Mike, porque sim, Austin, porque ele só tá de olho no seu dinheiro e acredite amo...(SeuNome), eu nunca olhei pra isso, eu sempre quis só você e por isso que agora quero seu bem. Deixa eu ver quem mais, Justin também não porque você acabou de voltar da reabilitação e...não é bom andar com ele, se bem que ele só tentou te beijar porque...você sabe. Mas você pode ficar com o Princeton ou com o Roc que morrem de amores por você. -ele deu uma risadinha- Quem é que não consegue se apaixonar, não é? Você tem todas qualidades do mundo e como sou ao contrário terminarei -ele travou na palavra- com você. (SeuApelido) se você não quiser me ver nunca mais depois que estivermos separados eu vou fazer de tudo pra você não ter que olhar pra mim. Eu volto pra Austrália, paro de cantar. Porém, continuo escrevendo minhas músicas pra você que só eu irei escutar. Desculpa, desculpa -ele estava com voz de choro- eu te amo. 

Ouvi Cody levantar e ir deitar na cama ao lado da minha, era a de Sophie. Escutar ele chorando me fez querer chorar também, e não só por isso. Quis chorar porque ele vai terminar comigo e eu sei que ele tá certo. 
Me encolhi na cama e me ajeitei. Agora, o plano era ficar aqui até a hora que conseguisse pra escapar do fim trágico que seria nosso namoro. 

Eu não dormi, senti meus olhos inchados e ardendo. Me virei fingindo me espreguiçar e ele não estava mais lá. Olhei no relógio e já eram 11 horas. Pensei a noite toda, minhas pálpebras não fecharam. 

~POV Narradora~

Alli, Ruby, Jake, Josh, Cambo, Cody, Joel e Math estavam tomando café da manhã. 

- Por que elas ainda não desceram? -perguntou Alli.

- A Sophie disse que não tá se sentindo bem e tá com febre então ficou deitada, já levei ela pra enfermaria. -disse Joel.

- E a minha irmã? Já tá deitada lá desde as dez da noite de ontem! -disse Math.

- Cody? -perguntou Jake e todos olhares se voltaram para ele. 

- Ontem ela já estava dormindo então eu deitei também. -explicou.

- Não contem pra ela que eu bebi um pouco ontem. -disse Math.

- UM POUCO?! -perguntou Alli. 

- Foi muito?

- Então contar que você fumou maconha e quase beijou um menino antes da Blair chegar e te agarrar pode? -perguntou Alli. 

Math soltou um palavrão em alto tom de voz.

- Mas eu não lembro... -disse Math.

- É porque você encheu a cara e depois fez tudo isso. -disse Alli.

- Se você tava me observando pra saber de tudo isso, por que não me mandou parar?! -perguntou Math.

- Porque eu não sou sua babá nem nada disso!

- Ela tá certa. -Cody disse baixinho- Ela foi me pedir pra parar de beber. Não dá pra gente querer ajudar a (SeuApelido) desse jeito. No mínimo deveríamos ter achado outro jeito de se divertir com ela. 

- E por que não falou isso antes? Por que não fez isso? -perguntou Josh.

- PORQUE EU SOU UM IDIOTA! 

- Não nos diga... -sussurrou Math sério. 

- Que? -perguntou Cody.

- Nada. -Math levantou e Cody foi atrás. 

- Cody, não!! -Alli gritou antes de Cody acertar dois socos na cara de Math.

Sobrou para Jake e Joel segurar Cody e Cambo e Josh ajudar Math enquanto todo mundo olhava.

~POV Alli~

Entrei na frente do meu irmão e dei um tapa em seu peito.

- Que foi isso?! O que te deu?! Tá doido?!

- Me solta! -ele gritou aos meninos- Eu quero a (SeuApelido)!

- O que aconteceu? Vocês brigaram?

- EU DISSE QUE NÃO! 

- Para de gritar!! Tá pensando o que?!

- To pensando que você não deveria defender o Math. Há 4 dias ele tava com você dizendo que te ama e agora na sua frente tá ficando com outra, você é muito idiota. -ele disse e saiu. 

Quando esse daí quer usar as palavras pra machucar, consegue. 

- Tá tudo bem? -perguntou Joel.

- Tá. -falei baixinho.

- Também acho Math um idiota. -disse Jake.

- Ninguém te perguntou! -sai de lá. 

Ruby e Josh subiram pro quarto das meninas com Math. Pelo menos Josh foi junto. 

~Seu POV~

Entrou gente no quarto e eu continuei virada para janela.

- Antes de se pegarem, me dá pelo menos alguma coisa pra fazer parar de doer. -ouvi a voz do meu irmão. 

- Vai...lá no banheiro, dentro do armário tem uma caixinha branca, pega pra mim...por favor. -ouvi a voz de Ruby enquanto Math reclamava. 

- Tá. -ouvi a voz de Josh.

- DÁ PRA VOCÊS PARAREM DE FICAR SE OLHANDO COM CARA DE IDIOTAS?! -perguntou Math.

- A-ah, tá, já vou. -disse Josh. 

- Para de gritar! Sua irmã tá dormindo. -disse Ruby.

Virei e disse que não estava.

- Você tá bem? -perguntou Ruby.

- To. -menti.

- Vai comer alguma coisa, tomar um ar, faz 13 horas que tá trancada aqui.

- To sem fome.

- (SeuNome)...

- É sério. 

- O que aconteceu? 

- Nada. Só quero ficar aqui.

Josh voltou e Ruby começou arquivo cuidar dos ferimentos do meu irmão. 

- Quem bateu nele? -perguntei.

- Ninguém. -se fez de macho.

- Cody. -respondeu Ruby.

- Por que? -perguntei.

- Nem eu entendi direito. -ela respondeu. 

- Cody se xingou de idiota, ele concordou e aí é e revoltou e deu dois socos na cara dele. -disse Josh. 

- Um. -disse Math.

- Foram dois. -Josh afirmou- Cara, fica quieto.

Eu também fiquei quieta. Levantei e tomei banho. Me vesti com um shorts e uma blusa branca.

- Vai aonde com esse shortinho? -Math perguntou. 

- Acho que outro soco te apaga. Vai em frente, Josh. -falei e Josh riu.

Sai do quarto e topei com algo grande, forte e por favor, loiro não, loiro não. 

- Loiro? -olhei pra cima.

- Acho que... -Cody colocou a mão na cabeça sentindo os cabelos- ainda sou.

- É. -concordei com o coração acelerado.

- Eu tava te procurando.

CONTINUA? 
Friday, 25 July 2014 @ postado Friday, July 25, 2014