Capítulo 269 - FIM?


~POV CODY SIMPSON~

- Que droga é essa? -perguntei espantado ao vê-los extremamente perto e conversando baixo.

- Cody? -ela perguntou se virando- Eu só vim tomar água e...

- Tô vendo. -cruzei os braços e o palhaço se afastou dela.

- É sério. -ela insistiu.

- Cala a boca! -respondi.

- Não manda ela calar a boca. -o idiota do Bieber veio me encarar.

- Não se mete. Mesmo todo arrebentado eu tenho certeza que acabo com você. -fiz uma pausa- De novo.

Vi Justin cerrar os punhos e vir pra cima. Ela tentou segurá-lo já que estava atrás dele.

- JUSTIN, PARA! PARA! PARA! -ela gritava.

Ele não cessou até ela dizer algo em seu ouvido.

- Vamos embora. -ela me disse e foi me empurrando.

Fomos embora para minha casa. Alli logo subiu.

- O que você disse no ouvido dele? -perguntei.

- Você tá todo machucado e ainda vai arrumar briga de novo! -ela gritou.

- O que foi que você disse? -perguntei pausadamente.

- Disse que... que você ia acabar com ele na própria casa dele o fazendo passar vergonha.

Até parece que foi isso, eu não acreditei. Eles estão muito amiguinhos pro meu gosto mas isso não vai durar muito tempo se depender de mim.

- Vou fingir que acredito. -respondi.

- ENTÃO NÃO ACREDITA! -ela se exaltou- TCHAU!

~SEU POV~

Passaram-se dois meses. O que mudou? Cody está com uma barba que ele deixa meio rala que deixa ele MUITO MAIS GATO, Josh e Ruby se separaram e Jake sossegou um pouco da Alli, na verdade acho que ele desistiu.
Math já está permitido voltar pra casa, Joel tá cada vez mais envolvido com essas porcarias dele e Abby teve o filho e é um menino e Justin.

~POV NARRADORA~

Por fim, o último ano, vidas novas e toda aquela coisa. Logo que os treze, sim, agora eles são treze pisaram o pé no colégio todos os olhares se direcionaram a eles. Os dois casais de gêmeos, (SeuNome) e Math, Blair e Tyler. Lucas, Abby, Alli, Ruby, Jake, Josh, Cambo, Joel e Cody. As meninas não se dão muito bem com Blair e Abby mas como os meninos fizeram amizade com Tyler e Lucas elas são obrigadas.

- Eu não acredito! Metade dessa penca não tinha sido expulsa? -uma garota que conversava com os amigos no corredor perguntou.

- Ihhh, o Cody ainda tem coragem de pisar aqui depois do que fez com a namorada.

- E pelo jeito voltaram mais poderosos, o que os Fuku e a Abby e o Lucas estão fazendo ali?

- Ela já teve o filho?

- Já! Mano, que raiva, o corpo dela continua lindo.

- Para de ser assim, ela é capitã das animadoras de torcida.

- E olha o Math, o que que é isso? Ele não cansa de ser lindo?

- E essa barba do Cody? Acho que eles estão competindo.

- Vamos parar de sonhar vocês duas? Parece que tem uma bolha em volta deles todos, não tem como entrar para aquele grupinho.

- Espero que o Math continue a ser zagueiro do time de futebol só pra ver ele jogando.

- Ele com certeza vai, ele é bom.

- Quem liga se ele é bom ou não?!

- Só tô falando, não sou menina pra reparar em outra coisa! Por mim a irmã dele é que tem que continuar no time das líderes de torcida.

- A Abby e ela não se dão, você acha? Ano passado ela entrou no time só pra passar, a (SeuNome) não é boa, ela não vai ficar.

~SEU POV~

- Esse ano eu vou passar estudando! -disse Math.

Todo mundo caiu na gargalhada.

- O corpo docente do ano passado não gostava de você, esse ano não vai ser diferente. -disse Cody.

- O que é corpo docente? -perguntou Math.

- Vai ter que estudar muito. -Abby disse.

- Adorei. -Ruby disse rindo e estendeu o braço, Abby bateu.

- Então esse ano inteiro o Cody vai sentar na minha frente pra passar cola. Abby, Lucas, Tyler, Alli e Joel também servem. -disse Math.

- Vai sonhando! -disse Cody segurando a minha mão.

- Ahhh, ele tem medinho de passar cola! -dissemos todos em coro e começamos a rir.

- Tenho mesmo! -disse Cody corando.

- Ô dó! -apertei sua bochecha e dei um beijo.

O sinal tocou. Fomos todos pegar nossas coisas nos armários e fomos para a sala. Na hora a professora bateu a porta na nossa cara.

- O primeiro dia começou bem! -disse Cambo.

- Acho que esse ano a gente tem que ser mais esperto. -disse Joel.

A inspetora passou, deu uma bronca e tivemos que assinar os comunicados.

- Esse ano, levando três desses gera advertência. -ela disse e saiu.

- A minha mãe vai arrancar meu couro. -disse Josh.

- Somos dois. -Tyler e Blair disseram juntos.

Sentamos todos ali no chão em círculo e Jake sugeriu que jogássemos verdade ou desafio. Lucas tirou uma caneta da mochila. Caiu nele e na Abby.

- Aeee, amor! Verdade ou desafio? -perguntou Lucas.

- Se eu te acho insuportável? Acho. -ela revirou os olhos.

- Mas eu nem...

- Verdade, vai logo!

- É verdade que você ainda gosta do Cody?! -Ruby perguntou.

- Para de botar fogo! -disse Alli- O Lucas tem que perguntar.

- De qualquer jeito, não. -Abby respondeu.

Encerrado esse assunto, chegou a vez de Joel e Math.

- Desafio! -meu irmão respondeu.

- Você vai ter que beijar a menina mais feia que tiver na sala quando a gente entrar. -disse Joel.

- Eu não! -Math respondeu.

- Não devem ter meninas tão feias assim. -disse Cambo.

- Tá bom. -Math bufou.

- Ainda bem que aceitou, se amarelasse ia ser pior. -Joel riu e o sinal tocou.

A porta abriu, a professora saiu, levantamos e entramos. Tinham várias pessoas novas.

- Não devem ter meninas tão feias assim, né, Cambo?! -Math disse baixo olhando para um canto da sala. Não vi nada de errado com a tal menina.

- Se ferrou! -Joel riu.

Nos sentamos e ainda bem que ninguém tinha pegado lugar no fundão do meio. Um professor logo entrou. Ele se apresentou, se chamava Brian e começou a dar a aula? Do que era a aula mesmo? Sei lá, fiquei conversando até tomar bronca.

- Por que? Por que eu? Eu disse que não queria dar aula nessa sala! -disse o professor olhando para todos nós. 

- Não desse, então. -disse Math. 
- Já ouviu falar que manda quem pode e obedece quem tem juízo? 

- Não. 

- Agora ouviu, no caso aqui, a diretoria manda em mim e eu mando em você. Por falar nisso, eu li todo histórico escolher de vocês aí com toda atenção. Só tem uns dois ótimos. 

- Não é o meu. -disse Math. 

- Com certeza não. -o professor respondeu e voltou a dar a aula.

Depois que terminou resolvemos ir à praia, exceto Lucas e Abby que tinham uma emergência chamada Ian que não puderam ir.

- Eu vou ficar aqui com as gatas. -disse Joel colocando os braços cruzados atrás do pescoço. 

- Vai tomar sol, fofa? -perguntou Tyler e Joel assentiu.

- A gente passa o dia aqui e continua igual, eles ficam pulando pra lá e pra cá e pegam cor. -disse Alli fazendo bico. 

- Eu lembro que a Sophie ficava parecendo um bolo queimado! -disse Alli. Ruby a cutucou- Desculpa, Joel.

- Relaxa. -ele disse calmo. Deitei de barriga pra baixo ao lado dele.

- Como vão as coisas lá? -perguntei.

- Vão de boa.

- Eles desistiram de mim?

- Depois que você se afastou, sim.

- Desculpa, eu não queria...

- Eu também fiz o mesmo.

- Eu não sabia que o Cody tava certo, o Justin também. 

- Você é que não percebe as coisas, eu não sei como isso foi acontecer.

- A gente não escolhe, Joel.

- No fundo você e o Cody se merecem, mas bem no fundo.

- Por que? 

- Até eu esquecer o que ele fez contigo.

- Quem tem que esquecer sou eu. 

- Calma aí. -ele riu.

- O que vocês estão conversando baixinho aí? -Alli perguntou.

- Nada. -viramos para ela rindo.

- Sei, sei. -ela respondeu. 

- Vamos andar pra ninguém ouvir?! -levantei. Joel assentiu, avisamos as meninas e saímos. 

Blair era de falar pouco, mas quando falava! Ela estava quieta até agora.

- Você já pensou em parar com tudo isso?

- Ou eu continuo nisso ou viro viciado.

- Não é assim, tem outras coisas boas na vida.

- Tipo o que? Eu tô sem a Sophie, minha família não gosta de mim e eu acabei me apaixonando por uma das minhas amigas. -ele parou na minha frente.

- Tem tanta gente pra você gostar.

- Já percebeu que só quem não presta gosta de você?

- Não. 

- Cody. 

- O que ele tem de mau?

- Te bateu. Mike, bandido, Lucas você lembra muito bem, eu, você sabe. 

- Bobagem. A gente vai andar mais ou vamos ficar parados assim? 

- Você já viu o quão longe estamos deles?!

Olhei para trás. 

- Opa. 

- E já viu onde o sol está? -ele perguntou. Já estava se pondo.

- Não importa, é sério, eu não quero que você termine igual ao Mike.

- Eu não vou.

- Promete.

- Como eu posso prometer? -ele segurou minhas mãos.

- Saindo do meio disso.

- Se eu saio do meio disso, quem termina mal é você. 

- Não mente, você não tá lá do por minha causa.

- Você é a maior causa. -Joel respondeu. 

- Que lindo. 

Como ele consegue? É incrível. Cody sempre aparece nas piores partes e frases. Puxei minhas mãos e me virei para Cody. 

- Se for pra falar na minha orelha, espera 93 anos, por favor. -fechei os olhos por um momento. 

- Não vou falar nada, eu realmente achei lindo. -respondeu Cody. Irônico sim ou com certeza? 

- Para, vai. -eu disse.

- Vim te buscar, eles já estão indo embora.

- Já andei tanto, trás o carro até aqui e... -ele me fez cócegas e me pegou no colo. Evitei olhar para Joel, eu sabia que Cody fez isso para provocá-lo.

Voltamos para minha casa, meus pais estavam viajando, só alegria. Lucas e Abby às vezes vinham aqui com o filho deles e Math com a Marie. Pra falar a verdade, Math carrega ela pra todo lugar. E hoje era um dia desses.

Ian era muito bonitinho, Marie pensa que ele é um boneco e Abby se irrita com isso. Brandon e Marie tem a mesma idade, então eles brincam e bagunçam. Heather poderia brincar com eles mas ela prefere ficar na dela.
Pra falar a verdade, eu tô com dó do Lucas, em todo lugar que ele encosta, ele dorme. Abby não parece cuidar muito do Ian, tipo acordar de noite e essas coisas.
Alli é quem ama ele, Lucas e Abby até se sentem aliviados de não ter mais que carregá-lo no colo quando ela a pega e fica por horas. No caso agora.

- A gente podia sair hoje, juntar mais gente e ir pra uma balada. -disse Math. 

- Eu também quelo ir! -disse Marie- Com o meu namolado. -ela se jogou no colo de Cody. Sim, ela ainda fala que ele é o namorado dela.

- Você não tem idade. -disse Cody sorrindo para ela.

- E nem quando tiver ela vai ir. -disse Math. 

- Como você é chato. -disse Ruby- Mas então, vamos!

- E me fala com quem é que vamos deixar o Ian. -disse Abby.

- Ah! Ele pode ser meu irmãozinho e a mamãe cuida dele. -disse Marie.

A noite foi chegando e todo mundo foi ficando animado. As meninas vieram aqui para nos arrumarmos. Os meninos ficaram com Math mas não pra se arrumar, óbvio.
Me vesti com uma blusa ciganinha preta e um shorts de estampa tribal.
Abby e Ruby colocaram vestido e Alli e Blair colocaram blusa e shorts também. 

- Tá, sem desespero mas temos só duas horas pra fazer cabelo e maquiagem. -disse Alli e então começamos a acelerar.

- POR QUE EU NUNCA CONSIGO PASSAR DELINEADOR?! ARGH! -disse Blair limpando o olho pela milésima vez.

- Por que você não pediu? -perguntou Alli. As duas sentaram na cama e Alli a ajudou- Quem me dera ter olho puxado, o delineador fica lindo.

- Quem me dera ter olho grande e azul dessa cor! -Blair respondeu.

- Se contentem que vocês estão aí enxergando. -eu disse.

- Calma aí, revoltada. -disse Ruby e eu ri.

- Terminei. -disse dando a última olhada no espelho.

- Vai chamar os pernas peludas porque eles devem estar jogando até agora. -disse Abby. 
- Verdade. -disse saindo do quarto e bati na porta do Math. 

- VOCÊ TÁ BATENDO COM A MÃO OU SE JOGANDO CONTRA A PORTA? ESPERA! -disse Cambo. Cody abriu a porta.

- Vamos sair daqui uma hora e VOCÊS AINDA ESTÃO DESSE JEITO? -perguntei.

- Fica quieta, tá me desconcentrando e eu sou lindo a todo momento. -disse Math sem tirar os olhos da televisão, Lucas estava ao lado dele, estavam jogando não sei o que.

- Trouxa. -disse Lucas e vi que o jogo tinha acabado e ele havia ganhado.

- Ainda bem que você colocou shorts. -disse Math me olhando. 

- Também acho. -disse Cody. 

Ouvi "também acho" mil vezes e eles começaram a rir. 

- Eu nem sei porque ainda tô aqui. -disse virando e saindo.

- Eu nem sei porque ainda tô aqui. -eles responderam forçando a voz. Entrei no meu quarto e bati a porta.

Pegamos os carros e fomos dirigindo, era um pouco longe. Hoje combinamos que quem não beberia seria Lucas, Abby, Jake e Ruby.

- Ah, não! Vamos embora. -disse Cody. 

Olhei em volta, Justin e Austin eram o motivo que Código já ficar esquentadinho.

- Parece perseguição. -ele disse.

- Não fala isso. Eu vou ficar aqui com você. -apertei sua mão. 

- É bom mesmo.

- Cody, não é aquela menina lá? A Gigi Ha... alguma coisa? -perguntou Jake o cutucando e apontando para uma menina loira.

- É mesmo! -Cody concordou e quis soltar minha mão. Apertei. 

- Direitos iguais! -eu disse.

- Desculpa! -ele riu e me beijou.

A música estava ensurdecedora, as pessoas dançavam, bebiam e se divertiam.

- O cabelo dele tá horrível. -disse Cody. 

- Ihhh, eu hein! Parece menina reclamando! A gente tá aqui nessa mesa sentados faz horas e você só olha pra ele. -respondi.

- Concorde.

- Não quero concordar! -disse calma me aproximando para beijá-lo. 

Ficamos um tempo aqui até que ele cansou, eu não estava com vontade de dançar. Fiquei aqui sozinha.

- E aí! -ouvi a voz do bf do Cody. Me virei.

- E aí! -estendi a mão e ele bateu. Nos abraçamos quando levantei. 

- Vai ficar só aí? 

- Vou, não tô muito afim.

- Cadê ele?

- Tá por algum lugar.

- Ele tá ali. -Justin apontou. Cody estava falando com a tal Gigi. 

- Se você sabia por que me perguntou? -virei para ele.

- Só pra te avisar.

- Você gosta, né.

- Gosto. -ele sorriu.

- Então saiba que eu confio nele. -sorri irônica e ele me olhou sério.

- Sério? Então vira de novo.

- Não, Justin.

- Tá bom, ele vai curtir mais se você não interromper mesmo.

Bufei, ele segurou em meus ombros e me fez virar. Cody estava se atracando com a menina!

Virei novamente e respirei fundo.

- Eu sinto muito. -disse Justin. 

- Eu sei que não sente. Eu vou embora.

- Calma.

Justin se ofereceu para me levar e eu aceitei, eu estava prestes a fazer qualquer coisa por raiva e todos esses outros sentimentos ruins que estou sentindo. 

- Aonde você vai? -Alli segurou meu braço, Justin também parou.

- Fala pro seu irmãozinho que eu fui embora e se ele perguntar fala que eu fui embora com o Justin. E se não perguntar também. 

CONTINUA?????? O QUE ESTAVA ACHANDO? OPINEM!
Friday, 19 December 2014 @ postado Friday, December 19, 2014